domingo, 17 de julho de 2016

TURMA DA GASTRONOMIA- NIVER ROMILDA E AMNYSINHO

Quando se reúnem, a alegria é  marca registrada...
Amizade que se formou ao redor das mesas colocadas no Espaço Gourmet Lucrécia Donato, durante os cursos ao longo desses 6 anos. Com as bençãos de Deus, essa amizade cada dia que passa, se torna mais fortalecidada e mais animada!!!Maravilhosos!!!

                  Os aniversariantes do mês: Amnys e Romilda

                                                       Minha Cleide e Amnys

                                          Romilda, Elizete e Amnys


                                 Amnys, Lucrécia e Nozor

                                                       A turma

                                                    Silvana e Ellen

                                              Romilda e Ellen

                  Romilda, Amnys, Renata e Paulo Marius




Ellen, Elizete, Paula, Lucrécia, Alexandra e Carla





A arte da "Minha Cleide" estava por todos os lados


















                                                  Eliane e Karla Braga




 Soraia, Graça, Marlene, Anna Laura, Romilda e Paula
                               Léo, Nozor, Sérgio, Leco e Amnys

                                              Graça e Elizete







Anna Laura e Afonso 








Nossa coreógrafa Alexandra Galvão ( Florzinha) 

                      A bailarina da abertura Luísa Galvão


video

terça-feira, 12 de julho de 2016

TEMPEROS ALTERNATIVOS AO SAL





TEMPEROS ALTERNATIVOS AO SAL
Ervas frescas e secas, pimentas e até frutas agregam sabor à carne

fonte: Academia da carne

Orégano, pimenta calabresa, alecrim, tomilho, salsinha, azeite e vinagre são alguns ingredientes do chimichurri, um molho clássico usado tanto para temperar como para acompanhar carnes. Da receita, que é famosa no Uruguai e na Argentina e ganhou o mundo, nota-se uma observação interessante: ausência de sal. Fato que só ajuda a confirmar que sim, dá para brincar muito quando o consumo pede moderação ou até mesmo restrição.

Nesse sentido, nada de comida insossa, pois o campo de invenção é amplo e inclui ervas, pimentas, bebidas alcoólicas e frutas – in natura ou o suco das mesmas. Coisas que, quase sempre, é comum ter na geladeira ou na despensa e não demandam recorrer ao supermercado só para preparar aquele bife no meio da semana. E nem mesmo quando a ideia é fazer uma receita com cara de festa. “Sou hipertenso e tenho comido carnes buscando sempre unir sabores da carne com ingredientes com acidez e picantes”, comenta o chef Paulo Machado, idealizador de um instituto de pesquisas gastronômicas que leva o seu nome, em Campo Grande, MS.

Até quando não há quase nada em casa, os poucos itens que restam na fruteira podem salvar. “O limão é um clássico. E você pode usá-lo sozinho ou combiná-lo com frutas ou temperos ácidos como laranja e vinagre”, dá a dica Paulo.

 Casamento certeiro é o de ervas e pimentas, aposta que dá para ser seguida até por quem não é fã das ‘ardidas’. Sim, existem os tipos que são mais adocicados e só agregam sabor, caso da pimenta biquinho, a bodinho e a rosa. Com as mais potentes, o truque é retirar as sementes, pois são nelas que moram a picância. 
“Pimenta-do-reino é sempre melhor moer na hora. Isso garante explorar todo o seu potencial”, declara o alemão Heiko Grabolle, chef do Senac-SC, em Blumenau. A regra vale também para a noz moscada.

No capítulo ‘ervas’, as frescas são as mais indicadas e, por sorte, o leque das que combinam com carnes é grande. Bons exemplos são tomilho, salsa, cebolinha, orégano, alecrim, salsão, cominho, coentro. Isso não significa que as desidratadas estão proibidas, elas são um coringa pela praticidade e prazo de validade bem maior, mas é preciso maneirar na dose.

 “Quando o tempero é seco, é mais concentrado, portanto, devemos usar menos”, alerta o chef Junior Mondin, chef dos restaurantes Fornatore e Well’s, em São Paulo, SP. Funcionam bem o cominho, o colorau, a canela e a páprica que podem ser usados separadamente ou juntos, se a ideia é dar um toque oriental ao prato. “Seja in natura ou em pó, elas têm o poder de deixar a comida mais saborosa e aromática. Principalmente quando se trata de cozimentos curtos como grelhados ou refogados”, acredita Heiko.

Por fim, as frutas também são perfeitas para trazer um gostinho especial no mundo da cozinha salgada. “Gosto de laranja, uva, suco de maçã ou maracujá”, conta Caro. Segundo a chef, boas companhias da carne também são o aceto balsâmico e até o espumante. Dica que vai bem na receita e, claro, na taça!

Manual prático
Sugestões de temperos para quatro modos de fazer carnes, segundo o chef Júnior Mondim

Carne assada
: cebola, cebolinha, alho, cominho, cravo-da-Índia, canela, gengibre fresco, pimenta calabresa, salsa, mostarda em pó, tomilho.

Carne grelhada: coentro, pimenta calabresa, alecrim, folhas de louro.

Carne cozida: folhas de louro, mostarda, noz-moscada, orégano, páprica doce ou picante, pimenta preta, salsinha, tomilho, salsão, coentro.

Carne frita: noz-moscada, salsa, coentro, alho, cebola.




segunda-feira, 4 de julho de 2016

CURSO DE VINHOS- 11ª TURMA

                         PRIMEIRA AULA- Espumantes 
Gostamos de receber nossos queridos alunos assim...


 Verrine de salmão,  tapenade de azeitonas pretas e torradas com cream cheese e geléia de damasco. 
Perfeita harmonização!!!



          O enófilo  Paulo Bocca ministrador desse curso

 Fabiana Amorim, responsável pela degustação do curso e       Renata Pierotti, assistente de curso do Espaço Gourmet Lucrecia Donato.

Receita de tapenade de azeitonas pretas, gentilmente cedida pela Fabiana
Ingredientes:
1 xícara de azeitonas pretas sem caroço 
4 colheres (de sopa) de azeite
1 colher (de chá) demolho de soja
1 colher ( de sopa) de alcaparras
1 dente de alho pequeno
1 colher (de sopa) de limão siciliano
Modo de fazer: triturar tudo junto. Servir com pão Italiano.

Ricardo Nery aprendendo a abrir uma garrafa de espumante corretamente, sob orientação de Paulo Bocca.

                      Ricardo Nery e Cristiana Silva

 Alessandra Martins, Lorena Araújo e Elen Rose Teixeira

      Sandra Cabral, Liliane Coutinho e Fernanda Vargas
             
                         SEGUNDA AULA: Vinhos brancos




                  


                       

                          Muita atenção em todas as aulas

                                  E a aula continua...

                     As lindas doutoras Lorena e Elen Rose


Fernanda Vargas e Sandra Cabral fazendo análise visual do vinho branco




                        A preparação do fricassé de frango

 


 Pronto para ser harmonizado e degustado, delicioso!!!









                         TERCEIRA AULA: Vinhos rosês





                       Espetacular Spaghetti al mare





                            QUARTA AULA: Vinhos tintos 











                 Risoto de carne seca com banana da terra


E para encerrar o curso, minha tradicional Torta de chocolate com marshmallow e morangos, acompanhada por um delicioso vinho de sobremesa.



Sejam sempre muito bem vindos ao Espaço Gourmet Lucrécia Donato, adoro recebê-los!!! Tim tim