sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

TOMATE SECO
Essa é uma das minhas receitas preferidas, porque não consigo comer outro igual...
Experimente você também, fácil de fazer, exige apenas um pouco mais de tempo no seu preparo.

                                                         foto:sp.quebarato.com.br

Ingredientes
- 3 quilos de tomates
- 1 xícara de açúcar refinado
- 1 colher (de sopa) de sal
- 1 xícara de azeite
- 1 colher (de sopa) de orégano
- 2 colheres (de sopa) de ervas finas
- 5 dentes de alho fatiados

Modo de fazer:

Lave bem os tomates, corte ao meio, tire as sementes e deixe escorrer até secar.
Misture o açúcar e o sal, passe os tomates nesta mistura e coloque em um tabuleiro. Leve ao forno médio por 3 horas, virando algumas vezes, sem deixar queimar. Retire toda a água que ficar no tabuleiro.
Depois de bem secos, tire do forno e coloque em um pirex. Tempere com o azeite, o orégano, as ervas finas e o alho fatiado.
Volte ao forno por 15 minutos.
Depois de frio, guarde em um vidro esterilizado na geladeira, pois assim eles duram mais.
Você pode fazer um rocambole com a manta de muçarela de búfala, rechear com o tomate seco e a rúcula. Enrole e fatie.



 

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

TORTA BANOFFI
Deliciosa receita me foi enviada por uma amiga do Sul, onde essa receita faz o maior sucesso 

                                                   Foto:grandgourmand.blogspot.com
Ingredientes:


  • 200 g de bolacha maisena triturada no liquidificador
  • 3  bananas maduras
  • 150 gramas  de manteiga sem sal
  • 1 lata de leite condensado ou doce de leite pastoso
  • 500ml de creme de leite fresco
Modo de preparo
1.     Coloque a lata de leite condensado para cozinhar na panela de pressão. Deixe por 40 a 50 minutos.
2.     Retire e espere esfriar para abrir a lata (isso é bem importante).
Para a massa da torta
1.     Coloque a manteiga 10 segundos no micro-ondas para amolecer um pouco.
2.     Misture às bolachas já trituradas até formar uma farofa bem úmida.
3.     Numa forma de fundo removível, preencha a base e as laterais até a metade da altura. Não precisa untar. Apenas cuide para não ficar uma camada muito grossa.
4.     Leve ao forno a 180º por 15 minutos ou até dourar. Retire e reserve.
5.     Enquanto assa, bata o creme de leite fresco na batedeira em ponto de chantilly. Se preferir, adicione uma ou duas colheres de açúcar. Cuide para não passar do ponto e virar manteiga.
Montagem
1.     Depois que a massa estiver fria, coloque o doce de leite feito à partir do cozimento do leite condensado ou doce de leite industrializado e espalhe bem pela base da torta
2.     Coloque as bananas picadas em rodelas por cima do doce
3.     Depois das bananas, finalize com o chantilly até ultrapassar a borda.
      Cubra com raspas de chocolate.
4.     Leve à geladeira dentro da forma por no mínimo 12horas,  fica melhor de um dia para o outro.
5.     Retire da forma e sirva.





sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

HARMONIZAÇÃO COM VINHOS
A harmonização de vinhos com alimentos é um assunto muito polêmico e diversificado. 
Descubra você mesmo, qual o que mais lhe agrada.






PRATOS
VINHOS

Peru
Tinto seco leve

Frango ou pato grelhado ou assado

Branco seco

Frango com molho
cremoso
Branco

Carnes vermelhas
Grelhadas - rosbife
Tinto seco clássico

Vitela grelhada
Coelho
Tinto seco leve

Carne de porco
Tinto seco ou branco

Cabrito e javali
Tinto seco encorpado

Carneiro
Tinto seco clássico

Peixes
Brancos

Atum - Salmão-Sardinha
Tinto jovem ou rosê

Bacalhau
Tinto jovem, branco maduro ou vinho verde

Camarões - Lagostas-Lulas - Mariscos-Ostras
Branco seco

Peixes grelhados
Branco seco

Pizzas
Tinto seco encorpado

Risotos
Branco ou rosê

Massas:


Com molho de carne
Tinto encorpado

Com molho de queijo
Tinto jovem

Alho e óleo
Tinto jovem

Lasanha
Tinto jovem

Sobremesas
Vinho do Porto, Espumantes
Champagnes




PEQUENAS DICAS

*Se a comida for leve, o vinho também precisa ser leve.
*Pratos fortes e com muito sabor  pedem vinhos tintos mais encorpados.
*Peixes e frutos do mar, por sua suavidade, combinam mais com vinhos brancos.
*Pratos doces pedem vinhos igualmente doces.
*A cor do vinho escolhido deve ser semelhante à da comida.
*A bebida mais nobre numa recepção é um bom espumante ou champagne  que harmoniza com entradas, pratos principais e sobremesas, a qualquer hora do dia ou da noite. Na dúvida, faça a opção pelo espumante.
*Vinho tinto jovem é o vinho com até dois anos de fabricação.

VARIEDADES DE UVAS
                
TINTOS
BRANCOS
Cabernet sauvignon
Sauvignon blanc
Cabernet franc
Chardonnay
Merlot
Riesling
Grenache
Chenin blanc
Pinot noir
Semillon
Shiraz ou Syrah
Trebbiano
Barbera
Moscato
Nebbiolo
Pinot blanc
Sangiovese
Pinot gris
Tempranillo
Sylvaner
Zinfandel
Viognier
Carmenere
Gewürztraminer
Malbec
Malvasia

Periquita
Palomino

Pinotage
Prosecco

Tannat
Tocai

Bonarda
Furmint

Gamay
Torrontés

Touriga Francesa e Nacional





TEMPERATURA IDEAL DOS VINHOS

Tintos: 14 a 18 graus
Verdes: 12 a 14 graus
Brancos e rosês: 8 a 10 graus
Espumantes e champagnes: 6 a 8 graus

COMO GUARDAR OS VINHOS
Garrafas de vinho devem ser guardadas na horizontal, longe da luz, assegurando-se que as rolhas mantenham-se embebidas. Devemos colocar o vinho para gelar no dia em que formos usá-lo, em baldes com gelo ou na geladeira.
Não mantenha vinhos na geladeira por muito tempo, pois podem prejudicar as rolhas e, consequentemente, a qualidade dos mesmos.

SAIBA QUE:
Sommelier: é o responsável pela escolha, compra e a formulação da carta de vinhos de restaurantes. Orienta clientes na escolha.
Enólogo: é o profissional responsável pela elaboração dos vinhos.
Enófilo: é o amante dos vinhos, um grande apreciador que o degusta e observa suas qualidades.

TAÇAS INDICADAS
1-O copo maior é para água.
2-O segundo copo, de tamanho médio é para vinhos tintos.
3-O terceiro copo, de tamanho menor é para vinhos brancos.
4-O quarto copo, tulipa ou flutê, é usado para espumantes e champagnes.



Na arrumação de uma mesa para almoço ou jantar, coloque apenas os copos que serão utilizados, nessa ordem decrescente. A tulipa para espumantes é colocada atrás, entre as taças de vinho tinto e a de água.